Sejam bem-vindos ao KatherineLangford.com.br, a sua primeira fonte de informações brasileira sobre a atriz Katherine Langford, Fique a vontade para desfrutar de todo o conteúdo postado aqui, siga também o KLBR nas redes sociais e fique ainda mais informado. Agradecemos a visita e esperamos que volte sempre! Este é apenas um site feito de fãs para fãs, sem fins lucrativos.


Fonte: BuzzFeed News

Katherine Langford disse a BuzzFeed News que a série irá continuar a lidar com assuntos como assédio, estupro e consentir em uma forma que não aparente ser PSA.

Quando os produtores começaram a segunda temporada de ’13 Reasons Why’ em junho de 2017, Hollywood era um lugar diferente.

O elenco e a equipe se reuniu meses antes do ‘New York Times’ e o ‘New Yorkers’ publicarem as bombásticas investigações sobre o produtor Harvey Weinstein, que supostamente desovou um movimento social contra o assédio sexual e abusos que refletiria em Hollywood, na mídia americana e na política nacional.

Agora, entre o movimento #MeToo, as historias de assédio sexual foi explorada na série fictícia da Netflix, que também deu um novo significado e nível de importância, disse Katherine Langford, a atriz australiana que interpreta Hannah Baker, cujo suicídio é o centro da primeira temporada.

“Os problemas que nós abordamos na 1ª temporada e que nós continuamos mencionando na 2ª temporada, não são novidades. Eles existem já faz muito tempo,” Langford disse ao BuzzFeed New no set de gravações de ’13 Reasons Why’ após filmar uma cena de flashback de quando sua personagem estava viva.

“À luz dos acontecimentos e mudanças recentes no mundo e nas notícias e eu acho que, em geral, na visão de assédio sexual, particularmente, eu acho que na 2ª temporada, esses problemas irão obviamente ressoar de forma muito mais profunda,” ela disse.

Na 1ª temporada, os espectadores assistiram Hannah lutar contra o assédio, rotulação de “puta”, e, por fim, ser estuprada. Depois de tentar contar o estupro para seu conselheiro de orientação, sem sucesso, Mr. Porter (Derek Luke), Hannah tira a própria vida. A primeira temporada também mostrou outro estudante da Liberty High School, Jessica Davis (Alisha Boe), aceitar o fato de que foi abusada sexualmente.

Langford disse a BuzFeed News o quão difícil foi filmar a cena em que sua personagem tenta contar ao Mrt. Porter, “Nós fizemos esta cena no último dia de gravações e era uma cena muito importante,” ela disse. “Tendo em vista as emoções e experiências que Hannah teve que que lidar na última temporada, aquela cena era muito importante.”
A atriz de 22 anos de idade disse que sobreviventes de assédio sexual a abordaram após o lançamento da primeira temporada e expressaram o quão importante foi aquele momento entre Hannah e Mrt. Porter.

“Sobreviventes que passaram por aquilo, inspiraram a cena e a incapacidade de Hannah dizer diretamente que aquilo aconteceu com ela,” disse Langford. “Eu acho que é uma coisa importante para se abordar, porque, por outro lado, há pessoas que acreditavam que Hannah merecia.”

A queda desses eventos é endereçado, na 2ª temporada de ’13 Reasons Why’, à mãe de Hannah, Olivia Baker (Kate Walsh), que processa a escola devido a morte de sua filha. Os espectadores também irão assistir Jéssica continuar a luta com seu próprio estupro e todas as dificuldades que surgem por ser uma vítima de estupro adolescente do ensino médio.

Langford disse que é importante explorar histórias de assédio sexual na televisão para quebrar o silêncio que gira em torno de tamanha violência. “O que tem de tão especial em poder colocar isto em uma série de televisão é que atrai os holofotes para o problema,” ela disse. “Faz com que as pessoas falem sobre coisas que já existem há muito tempo, mas que talvez seja um tabu para se falar ou não são abordadas o quanto deveriam ser.”

Em janeiro, Langford compareceu ao Globo de Ouro pela primeira vez em sua vida. Ela foi indicada para a categoria de ‘Best Actress in a TV Drama’ por seu papel como Hannah Baker. A premiação ocorreu logo após centenas de mulheres em Hollywood anunciarem a iniciativa do Time’s Up e os convidados do Globo de Ouro usaram roupas pretas como um sinal de solidariedade – inclusive Katherine. A atriz também disse que foi a reuniões do Time’s Up, apoiando a causa.

“Como uma jovem adulta e uma jovem atriz, literalmente alguém que começou a atuar há um ano atrás nesta série, é incrível ver estas mudanças em primeira mão em uma indústria que meio que tem uma reputação de mascarar certas coisas”, disse Katherine.

“É inspirador. É algo que eu quero seguir fazendo e espero que possa ajudar a continuar a discussão sobre o que é assédio sexual e como lidar com isto, bem como fazer disto algo que seja mais fácil falar sobre.”

Seguindo os movimentos do Time’s Up e #MeToo, Langford disse que a série irá continuar a lidar com assuntos como assédio, estupro e abordar de uma forma que “não soe como PSA.”

“É como nós enquadramos as coisas indiretamente… As pessoas retiram a importância de coisas como consentimento e focam em coisas que eu creio serem tão reais,” disse Langford.

Depois da premiere no março do ano passado, ’13 Reasons Why’, despertou uma discussão mundial sobre como o suicídio na adolescência é abordado na cultura popular. A série rendeu fortes reações, tanto enaltecendo quanto criticando, de pais, professores, especialistas em saúde mental, e espectadores jovens. Langford espera que este mesmo tipo de discussão continue com o lançamento da próxima temporada, especificamente sobre assédio sexual.
“Eu acho que o que o show realmente faz bem é promover discussões,” ela disse, “e eu acho que são de discussões que as pessoas aprendem.”



Layout criado e desenvolvido por Lannie.D - Hosted by flaunt
Alguns direitos reservados