Acompanhe-nos
09.02
2020
W MAGAZINE: Katherine Langford acompanha as Notícias de três países diferentes

Fonte: W Magazine

A atriz Katherine Langford esteve em Nova Iorque na quarta-feira a noite, tirando fotos e vídeos de roupas no interior da loja da Fendi na Madison Avenue. Ela refazia qualquer filmagem que não fosse de seu agrado, sentindo o material em um par de calças antes de ir para um casaco coberto pela estampa “F” da marca. “Eu sou relativamente nova na família Fendi,” ela explicou. “Mas hoje é mais do que especial.”

Ela esteve lá para uma festa celebrando a primeira coleção de larga escala unissex de Silvia Fendi, “Solar Dream” (…) Aqui, ela discute os livros de suas prateleiras – incluindo o que talvez dê uma dica de seu próximo projeto – a última coisa que ela faz antes de dormir e como ela acompanha as novidades políticas nos Estados Unidos, Austrália e Reino Unido.

Eu vi que você conheceu Bernie Sanders. Quais foram as circunstâncias disto?
Na verdade eu estava fazendo o ‘The Tonight Show With Jimmy Fallon’ antes de ‘Entre Facas e Segredos’ estreiar aqui em Nova Iorque e o Bernie era o convidado antes de mim. Então antes de eu ir para o palco – eu estava meio que sendo açoitada no palco – eu queria conhecê-lo e ele foi super legal e nós tivemos um segundo de interação antes de eu ir para o palco.

O que vocês disseram um para o outro?
Nós apenas dissemos “Oi, eu realmente admiro o seu trabalho.” O sentimento foi mútuo.

Você tem acompanhado a Convenção Política de Iowa ou as coisas têm sido muito ocupadas durante a temporada de premiação?
Eu tento acompanhar as notícias o máximo que eu consigo, mas isso está se tornando cada vez mais difícil. Eu sou originalmente da Austrália, eu morei nos EUA e no último ano eu morei em Londres. Então eu estou tentando acompanhar o que está acontecendo em três países diferentes. Eu dou o meu melhor, mas talvez eu não consiga estar 100% atualizada de tudo.

Eu acho que ninguém consegue. Você vai ao Oscar?
Infelizmente não. Eu estou em Nova Iorque apenas por alguns dias, mas depois eu tenho um trabalho para fazer na Europa, então eu preciso voar de volta bem rápido. Mas eu definitivamente vou assistir de casa.

Há um diretor específico que você quer ver ganhar?
Essa pergunta é difícil, porque há filmes muito bons. Eu sinto que se você faz um filme que as pessoas se identificam, você merece ser reconhecido de qualquer jeito ou forma. Eu não tenho um favorito para ganhar. Eu não vou falar mais do que isso.

Há um filme que você gostaria que ganhasse por melhor fotografia?
Nossa! Essa é difícil. Você sabe o porque? Vai soar ignorante, mas não é deliberadamente ignorante e toca no ponto que eu disse antes sobre ficar me mudando: eu não assisti todos eles e eu nunca gosto de dar opinião sobre algo se eu não assisti a todos os filmes. Então eu vou assistir a todos eles e depois eu volto a falar com você sobre isto.

Quais são os livros que estão atualmente na cabeceira da sua cama?
Certo, então eu tenho alguns. Eu estou com o meu favorito de todos os tempos, ‘Lights Out in Wonderland’, do DBC Pierre e eu estou com uma autobiografia de uma mulher que esteve na Segunda Guerra Mundial que eu amo.

Quem é a mulher da ‘Segunda Guerra Mundial’?
Talvez eu queira manter em segredo…

Talvez seja algo em que você esteja trabalhando?
Eu não sei. Digamos que eu amo autobiografias. (Risos) Ah, e eu tenho ‘Her Again’ da Meryl Streep.

Quem é um diretor que você tem interesse em trabalhar conjuntamente?
Eu acabei de trabalhar com o Rian Johnson e eu realmente amei trabalhar com ele. Eu acho ele incrível. Também, John East, que estava em ‘Cursed’, que é uma série que eu acabei de fazer. Eu preciso acrescentar aqui: Quentin Tarantino. Porque eu acho que ele tem feito coisas incríveis e eu acho que isso seria legal.

Qual é a última coisa que você faz antes de ir para a cama?
Ligar para a minha melhor amiga. Eu faço FaceTime com meus melhores amigos antes de ir dormir.

O que é a primeira coisa que você faz quando você acorda de manhã?
Bebo água.

Qual foi o último show que você foi?
Da banda do meu amigo Dylan minnette, ‘Wallows’.

Qual foi o último filme que você viu no cinema?
‘Entre Facas e Segredos’

Quais podcasts você anda ouvindo?
Eu gosto do do Russell Brand, ‘Under the Skin’.

27.11
2019
Katherine Langford fala sobre sua personagem Meg Thrombey e trabalhar com Toni Collette

Durante entrevista para o jornal The New Zealand Herald, Katherine Langford falou um pouco sobre o filme ‘Entre Facas e Segredos’ (Knives Out), comentando sobre sua personagem, Meg Thrombey, e sobre como foi trabalhar com Toni Collette, que interpreta sua mãe no filme. Confira o trecho a seguir:

“Meg está do lado de querer ser politicamente ativa,” disse Katherine. “Eu acho que o coração dela está no lugar certo e ela sabe de seu privilégio e sua riqueza, mas, no film, vê-la ser tentada pelo que a família dela tem.”

Katherine ficou feliz por sua colega australiana interpretar sua mãe. “Mesmo eu sendo da Austrália, eu nunca tive a oportunidade de trabalhar em casa, então ter a oportunidade de trabalhar com a Toni (Collette) foi incrível.”

24.11
2019
Katherine Langford concede entrevista exclusiva para a Refinery29

Fonte: Refinery29

Como você se sente sobre um mistério de um assassinato intrigante? Você gosta do Chris Evans interpretando um educado, pirralho de fundo fiduciário em um suéter impecável? E da Katherine Langford como uma paródia cortante de um por cento que veste a justiça social como a última linha da Rag & Bone? Se uma dessas coisas flutua no seu barco, você deve estar super ansioso desde o primeiro trailer da homenagem de Rian Johnson para a Agatha Christia, ‘Knives Out’. Katherine, por outro lado, está presente neste mistério imaculado desde sua infância e ela simplesmente sabia que ela tinha que fazer parte disto. Os motivos delas eram puros – diferente de alguns de nós, que nos entregamos no momento em que vimos o Chris Evans e o supracitado suéter perfeito.

Em ‘Knives Out’, Katherine interpreta Meg Thrombey, uma estudante universitária que está desde sempre tentando convencer os membros de sua família elitista a se importarem com coisas como mudança climática – mas deve ser notado que ela nem sempre faz o que diz. Ela é apenas uma personagem altamente específica em uma parada de pessoas super ricas e estranhas, interpretadas por Toni Colete (a mãe de Meg, e uma influenciadora de bem estar); Jamie Lee Curtis (a tia dela e uma empresária independente); Michael Shannon (seu tio e um motorista profissional dos coquetéis de seu pai); e é claro, Chris Evans (seu primo, um playboy com fundo fiduciário que não tem emprego). Imediatamente, cada membro da família Thrombey se torna suspeito na mais recente morte do patriarca da família e o escritor de mistério prolífico, Harlan Thrombey (Christopher Plummer), tudo enquanto tentavam firmar sua estaca em sua propriedade. O resultado é uma investigação guiada pelo detetive sulista de Daniel Craig – ou como Chris Evans o chama no trailer: “CSI: KFC”.

É um filme que qualquer ator iria gostar muito de trabalhar e Katherine não é exceção.

E porque eu sei que você já está preocupado: não pira. Katherine foi muito cuidadosa em não estragar o filme que está cuidadosamente guardado e possui um fim dramático.

Esta história é tão cuidadosamente feita – você pôde ver o roteiro antes de pegar o papel? O que você achou do roteiro?
Houve alguma coisa que simplesmente me atraiu do início ao fim. Pareceu realmente novo, mas familiar, por causa do gênero e sendo uma homenagem à Agatha Christie. Depois eu fui a uma audição para o filme e foi muito competitiva, o elenco possui um calibre muito alto e os criadores por trás disso tudo possui um calibre muito muito alto.

Há apenas um personagem no roteiro que possui a sua idade e apropriada para você interpretar – há outro papel no filme que te deu um pouco de inveja?
Uma das coisas mais legais deste filmes é o elemento conjunto e como você tem esses personagens realmente fortes e personalidades fortes dentro da família, que você pode se relacionar ou se identificar. E isto meio que acrescenta à sátira e o humor do filme – cada um deles meio que amam e odeiam ao mesmo tempo.
Rian Johnson é um desde cineastas e escritores muito muito especiais, conseguir traduzir o que as pessoas acharam tão especial do roteiro e colocar isto no filme. E além de tudo, é divertido e acessível, mas também muito inteligente.

Certo, eu prometo que isto tem a ver com o filme: Você assistiu ‘Succession’?
Ai meu Deus, sim. Eu assisti os dois primeiros episódios e tem uma atriz australiana brilhante neles, Sarah Snook.

Eu pergunto porque, para mim, este filme é uma mistura de Agatha Christie e ‘Succession’. É esta lente de paródia de uma super riqueza, que é uma coisa que está muito em voga na mídia no momento. Como participante desta tendência crescente, o que você acha deste desejo de colocar uma lupa na parte mais alta da sociedade?
Antes das redes sociais, você tinha uma ideia, um brilho ou sei lá, mas o problema de ter redes sociais atualmente e ter telefones com câmeras é que você consegue ver as fotos dos bastidores destes estilo de vida e, antes disto, nós apenas fantasiávamos sobre isto. Mas de uma forma estranha, eu acho que agora mais do que nunca, eles são quase mais fantasiados, porque não se trata apenas de mostrar a realidade por trás de tudo; nas redes sociais, você está tentando retratar a melhor situação que você pode. E eu acho que no fim do dia, o que você aprende em filmes como estes é que as pessoas são humanas e não importa o quão fico sejam ou não sejam. Você ainda tem que lidar com emoções humanas e situações humanas. Ninguém está imune à morte e, como subproduto disto, coisas como herança e disputas familiares irão ocorrer.

Nós obviamente não podemos falar sobre como tudo termina porque é brilhante e eu não quero que ninguém saiba antes de entrar no cinema, mas como você se sentiu quando assistiu o final pela primeira vez?
Eu acho que a primeira vez que eu assisti o filme eu estava em Londres, gravando uma série chamada ‘Cursed’. Eu sabia que o Rian estava editando e montando a trilha sonora na Abbey Road Studios enquanto eu estava lá, então em uma das primeiras oportunidades que eu tive de ver o trabalho que nós fizemos no filme foi quando eles estavam gravando ao vivo a trilha sonora. Foi muito especial… E mesmo sendo um gênero de investigação enorme que homenageia o estilo da Agatha Christie, assassinato/mistério, não se trata apenas do mistério. Trata-se da jornada toda e ter essa dinâmica e este elenco em conjunto fabulosos, e depois também ter as maravilhosas brincadeiras que o Rian escreveu e as coisas que nós improvisamos, isto faz a jornada ser maravilhosa. Eu acho que para mim, é isto que faz um filme ser ótimo; algo que seja interessante, divertido e cativante, mas que você não precisa se esforçar muito para aproveitar.

Os roteiros do Rian são tão cheios de complexidade, então como vocês fizeram improvisações?
Uma das melhores coisas do Rian Johnson é que ele é um diretor tão emponderador. Ele é tão humilde e tão legal como pessoa e faz você se sentir confortável. Ele realmente deu um espaço livre para nós improvisarmos com os personagens que ele escreveu.
Nós estávamos gravando nesta casa de 400 anos de idade e, com frequência, eu ia para trás dos monitores ou iria mais cedo para o set se não fosse a minha cena e ficava sentada atrás dos monitores apenas para ver o que ele estava fazendo. E isto é apenas uma nota de rodapé para dar créditos ao Rian como pessoa, mas ele viu que eu estava interessada no que eles estavam fazendo, então ele sempre se certificava de que eu pudesse ver ou ele falava ‘Ah não, vem aqui. Aqui é melhor para enxergar’. Ele é um fotógrafo fabuloso e tirou estas fotos análogas enquanto nós filmávamos no fim da produção e ele me deu uma câmera analógica que eu tenho guardada em casa, para usar com filme.

Então se ele encontrar um papel para você em Star Wars, você está dentro.
Eu sou obcecada. Eu sou uma grande fã de ficção científica nerd e eu não sei se as pessoas sabem disto, mas quando eu estava crescendo, eu amava Star Wars e Star Trek: Voyager e coisas do tipo. Quando meu pai cresceu, ele era um nerd de ficção científica. Ele cresceu nos anos 70, então obviamente eu sou um subproduto desde que eu tinha uns 5 anos de idade. Eu amo a Disney e eu amo Star Wars e Star Trek. Então isso ia ser a coisa mais legal.

Bom, você já está neste folheto. Eu não tenho certeza se você assistiu sua cena deletada de ‘Avengers: Endgame’ que saiu no Disney+. Você viu alguma reação à cena?
Eu terminei esta série que eu estava trabalhando por 10 meses e eu estava no aeroporto e de repente no meu telefone, eu recebi todas essas coisas sobre a publicação da cena. Eu tive a oportunidade de filmar as cenas com o Robert Downey Jr. no ano passado e foi simplesmente de verdade e honestamente uma das experiências mais incríveis que eu já tive na vida. É algo que eu estava feliz apenas de ter nas minhas memórias e guardando na minha mente. Mas ver que a cena saiu foi meio que uma surpresa. Por fim, o que aconteceu foi que os fãs da Marvel queriam ver esta cena, e foi por isto que a cena foi publicada. E é meio louco porque ‘Avengers’ é literalmente a maior franquia do mundo, então você não consegue agradar todo mundo e os fãs tinham expectativas do que eles queriam, mas as respostas tem sido realmente positivas. Ter esta experiência com o Robert Downey Jr., que deu vida a esta narrativa de super-heróis para pessoas do mundo todo, é realmente surreal e maravilhoso.

Você tem permissão de falar sobre a série que você estava gravando – Cursed, da Netflix? Por que você entrou nesta agenda cansativa?
Em um ponto no ano passada, eu estava começando a trabalhar em uma outra coisa e escrevendo um pouco de música e eu não estava procurando necessariamente por nada. Eu estava sendo muito muito seletiva em projetos em potencial e o meu agente enviou este manuscrito incrível desta lenda Arturiana sobre a Dama do Lago. Uma das coisas sobre lendas arturiana é que elas têm pouquíssimos personagens femininos e se há personagens femininos, não há narrativas sobre elas. É realmente o primeiro reconto de uma lenda arturiana pelos olhos de uma mulher e é uma coisa que eu já havia terminado de ler e eu literalmente surtei e fiquei ‘Caralho, isto é muito bom.’
Eu acho que inicialmente era para ser seis meses de filmagens, mas acabou sendo quase um ano. E você pode entender o motivo; nós tínhamos cenas de luta e eu treinei tipo quase que no ano passado inteiro para andar a cavalo, lutar com espadas e depois treinava para não me machucar. É contar a história de uma verdadeira heroína que é capaz e forte e não apenas alterar a história porque ela é uma mulher. É algo que eu gostaria de ter tido quando eu estava crescendo.

Você mencionou trabalhar em músicas algumas vezes.
Durante toda a minha vida, música e atuação têm sido duas partes de mim que eu realmente sempre amei. Eu senti que talvez a música seja algo que eu mantenho para mim mesma porque, para mim, é bem pessoal. Mas depois, enquanto eu ficava atuando e fazendo trabalhos e dando entrevistas, simplesmente pareceu que eu realmente precisava me perguntar ‘Katherine, você pode não fazer isto?’ e a resposta para esta pergunta foi ‘Não, eu tenho que fazer isto’. Em seguida eu disse para mim mesma ‘Olha, se você vai fazer isto, você vai ter que fazer bem’. Então tem sido, desde esta decisão e dizendo para os meus empresários que isto era algo diferente que eu queria correr atrás, sobre encontrar o som e escrever com produtores. E depois, obviamente, eu tenho estes projetos incríveis que vão sair, como o filme com o Rian Johnson, uma série de 10 meses que é o primeiro reconto feminino de uma lenda arturiana. Mas eu vou trabalhar nisto nos próximos meses. Então, talvez isto seja algo que as pessoas podem esperar.

23.11
2019
Katherine Langford fala os motivos que farão as pessoas amar ‘Entre Facas e Segredos’

Enquanto o elenco de ‘Entre Facas e Segredos’ está dominado por uma lista de estrelas veteranas, como Jamie Lee Curtis, Daniel Craig, Toni Collette, Don Johnson e Christopher Plummer, os espectadores mais novos poderão ver alguns de seus favoritos também, incluindo o protagonista da Marvel, Chris Evans, e a estrela de ’13 Reasons Why’, Katherine Langford. Com esta gama de atores talentosos que passa por várias gerações, Katherine acredita que todos os tipos de espectadores irão achar diversas coisas para curtirem no filme. Ouça o áudio a seguir:

“‘Entre Facas e Segredos’ é uma peça montada tão incrível e quando as pessoas forem assistir ao filme, eu acho que cada um vai levar algo diferente… Cada um vai aprender uma coisa diferente, dependendo de quem a pessoa seja. Há muita coisa para se apreciar no filme e eu acho que tanta coisa para descobrir também.”

22.11
2019
Joe e Anthony Russo falam sobre a cena deletada de ‘Avengers’ com Katherine Langford

Fonte: Comic Book Movie

Enquanto promovia seu novo filme de ação ’21 Bridges’, os diretores Joe e Anthony Russo explicaram a decisão por trás de algumas cenas deletadas.

Inicialmente, Joe Russo explicou a decisão de deletar uma cena que iria aparecer durante o clímax de ‘Avengers: Endgame’, onde Tony Stark, Robert Downey Jr., teria sido transportado para a ‘Joia da Alma’ para conhecer sua filha, já adulta, Morgan, interpretada por Katherine Langford.

“Então, houve um momento em que a ideia era que quando você usa a Joia da Alma há meio que este momento em que você tem esse tipo de acerto de contas com alguma coisa que você pode ter deixado mal resolvida em sua alma. Desde a experiência aguda de Thanos com sua família no filme ‘Guerra Infinita’, nós começamos a brincar com a ideia de que haveria algo interessante e ressonante na simetria com Tony e sua filha.”

“O motivo de nós termos removido esta cena do filme, depois que já tínhamos gravado, nós começamos a entender, enquanto nós estávamos filmando, que o público não tinha um relacionamento com a filha adulta do Tony no filme. Eles tinham um relacionamento com a filha jovem, mas não com a filha adulta. Não pareceu ser tão poderoso quanto nós tínhamos pensado, então nós começamos a nos distanciar disto.”

12.10
2019
Katherine Langford fala sobre trabalhar com o elenco de estrelas em ‘Knives Out’

Fonte: 9Honey Celebrity

Katherine Langford diz que trabalhar ao lado da colega e atriz australiana Toni Collette no novo filme delas foi uma experiência incrível.

As mulheres aparecem ao lado de Daniel Craig, Jamie Lee Curtis, Don Johnson, Chris Evans e Christopher Plummer no novo filme de suspense ‘Knives Out’, e em uma entrevista com a 9Honey Celebrity no tapete vermelho em Londres na terça-feira, Katherine falou sobre trabalhar com este elenco incrível.

“Eu estava empolgada para trabalhar com todo mundo por motivos diferentes,” disse a atriz de ’13 Reasons Why’

“Foi incrível gradualmente conhecer todo mundo, conforme as filmagens avançavam, e depois você estava se divertindo com eles e no fim de tudo estávamos todos nos divertindo na sala verde, que era o porão desta casa de família incrível, maravilhosa, auto construída, de 400 anos de idade em Boston, e você simplesmente vai trabalhar todos os dias nela e isto se transforma um pouco em um filme familiar, o que foi muito legal.”

Enquanto Katherine interpreta a filha de Toni Collette no filme, as duas australianas interpretam americanas.

“Foi estranho, mas também não foi estranho porque nós duas estávamos nos EUA e trabalhando com sotaques americanos, na verdade pareceu orgânico,” a atriz de 23 anos de idade disse.

“Mas foi bom ouvir outro sotaque australiano no set de gravações, meio que por trás das câmeras.”

A atriz de ‘Com Amor, Simon’ também é uma grande fã do diretor de ‘Star Wars’, Rian Johnson, que escreveu e dirigiu ‘Knives Out’.

“Ele é tão talentoso e tão humilde… Ele fez um trabalho tão incrível e eu acho que ele é um diretor tão talentoso,” ela disse, acrescentando que ela frequentemente ficava atrás dos monitores para assistir o trabalho de Rian.

E parece que o respeito é mútuo, com Johnson falando sobre as atrizes australianas.

“A Katherine é absolutamente maravilhosa,” o diretor disse à 9Honey Celebrity no tapete vermelho. “Ela tem uma presença na tela, em que os olhos dela simplesmente queimam através da tela e ela é uma tremenda atriz.”

16.07
2019
Netflix remove a cena controversa de suicídio de ’13 Reasons Why’

Fonte: The Guardian

A Netflix removeu uma cena controversa de suicídio do drama adolescente, ’13 Reasons Why’, mais de dois anos após sua estreia.

Em um depoimento, o serviço de transmissão disse que a sequência de três minutos da primeira temporada da série, que mostra a protagonista tirando a própria vida, foi reeditada devido a aconselhamentos de peritos médicos.

“Nós ouvimos de muitos jovens que ’13 Reasons Why’ os encorajou a iniciar discussões sobre assuntos difíceis como depressão e suicídio e a procurar ajuda – geralmente pela primeira vez,” disse a Netflix.

“Enquanto nós nos preparávamos para lançar a terceira temporada no fim deste verão, nós fomos cientificados acerca do debate que gira em torno da série. Então, após conselhos de peritos médicos, incluindo Dr. Christine Moutier, médica-chefe da ‘American Foundation for Suicide Preservation’, nós decidimos, juntamente com o criador Brian Yorkey, e os produtores, editar a cena em que Hannah tira sua própria vida.”

Adaptada do romance jovem adulto de mesmo nome, ’13 Reasons Why’ gira em torno do suicídio da estudante do ensino médio Hannah Baker e o efeito que sua morte causa em seus colegas de classe.

A cena reeditada, que anteriormente retratava o suicídio de Hannah com detalhes gráficos, atualmente corta diretamente de uma cena de sua personagem olhando para si mesma no espelho para seus pais reagindo à sua morte.

Em uma declaração, os sanitaristas parabenizaram a decisão da Netflix em remover a cena e disse que a caridade tem trabalhado com a plataforma para promover aconselhamento em como retratar o suicídio de forma segura.

“Enquanto demonstrar tópicos difíceis em dramas podem ajudar a conscientização e encorajar as pessoas à procurarem ajuda, é importante que seja feito de uma forma responsável, devido aos riscos evidenciados ao abordar este assunto na mídia,” Lorna Fraser, do serviço de aconselhamento de mídia da caridade, disse. “Diretores de programas devem sempre procurar aconselhamento de especialistas em como retratar o suicídio, para se certificar de que o risco aos espectadores vulneráveis sejam minimizados.” 

A Netflix foi criticada por grupos de saúde mental pela natureza “sensacionalista” da cena desde o lançamento da série em abril de 2017, com um porta-voz da ‘Royal College of Psychiatrists’ dizendo que as abordagens dramáticas do suicídio “colocam jovens desnecessariamente em uma posição vulnerável de risco de comportamento de repetição.”

Uma matéria lançada no início deste ano pelo ‘Journal of the American Academy of Child and Adolescent Psychiatry’, por outro lado, divulgou que o suicídio entre os adolescentes cresceu 28.9% no mês seguinte ao lançamento da primeira temporada. Apesar de a matéria não ter citado causa direta entre a cena e o aumento, seu coautor disse à imprensa para ser “construtivo e consciente” acerca da influência sobre pessoas vulneráveis.

No meio das controvérsias, a Netflix acrescentou avisos para os espectadores sobre os conteúdos gráficos, bem como criou um site que oferece apoio para às pessoa que se sentirem afetadas pela série.

A decisão de reeditar a cena ofensiva segue a remoção de uma cena em seu drama distópico. Bird Box, que trazia filmagens de um acidente na vida real.

Apesar da controvérsia em volta de ’13 Reasons Why’, o drama se tornou popular dentre os espectadores da Netflix, os quais tiveram seis milhões de espectadores assistindo o primeiro episódio da segunda temporada após três dias de seu lançamento, de acordo com a estimativa independente feita por Nelsen. Uma terceira temporada será lançada ainda este ano.

21.06
2019
Fonte revela que Katherine Langord é a favorita da Warner Bros para interpretar a Batgirl

Fonte: We Got This Cover

Vocês lembram do filme da Batgirl? Aparentava estar planejado para estar entre nós em breve, quando Joss Whedon foi elencada para escrever e dirigir em 2017. No entanto, depois do fracasso que foi ‘A Liga da Justiça’, Whedon desistiu do projeto. Um ano depois, o roteiro foi renovado por Christina Hodson que redesenvolveu como Barbara Gordon deveria ser retratada no DCEU. As coisas aparentavam ir bem no início de Janeiro, mas nós não tivemos nenhuma atualização desde então.

Até agora, é isto. O We Got This Covered foi contatado por um fonte e foi dito que a WB fez uma lista de quem deveria interpretar Barbara Gordon. E enquanto há, aparentemente, algumas atrizes nesta lista, uma pessoa que eles estão querendo muito é Katherine Langford, mais conhecida pelos usuários da Netflix pelo seu papel de sucesso em ’13 Reasons Why’.

Claro que os fãs que acompanharam as notícias que rodearam ‘Avengers: Endgame’ antes de ser lançado também conhecem a atriz. Isto porque Katherine foi escolhida para um papel não relevado para o filme da Marvel no início deste ano, mas ninguém a viu no produto final. Os irmãos Russo, após o lançamento, disseram que ela iria interpretar uma versão adolescente da filha do Homem de Ferro, Morgan, em uma cena que foi excluída da versão final do filme.

Claramente, Katherine está destinada para algum filme de super-herói em algum momento, apesar da DC poder pegá-la antes. Ela recentemente revelou um novo look com cabelo vermelho, que nós pensamos ser uma dica para ‘Avengers’ na época, mas agora poderia nos dar uma prévia de como ela seria como Batgirl, uma personagem conhecida por ser ruiva em praticamente todas as versões (exceto em Batman e Robin).

11.03
2019
LEIAM!! Esclarecimento sobre as acusações do Free Fansite Hosting

Infelizmente, um host que se diz profissional está nos acusando de MENTIRAS!! Como estão espalhando o link do nosso site por aí falando que somos o culpado do serviço ser pago agora, assim como fizemos no Twitter, vamos explicar o que REALMENTE ACONTECEU!! Na verdade segue o relato das histórias em português e em inglês:

O Host4Fans corroborou a nossa história!!!

Então, antes de ficarem putos pelo serviço ser pago agora, corram pro Host4Fans e transfiram o site de vocês pra lá. Como vocês podem ver, eles não faltam com a verdade e são realmente profissionais!! Qualquer dúvida, chama a gente no twitter.

06.03
2019
Katherine Langford comparece ao desfile da Valentino durante a Paris Fashion Week

Nos dois últimos meses têm ocorrido as semanas de moda em Paris, Nova Iorque, Milão e Londres. Katherine Langford, que atualmente se encontra no Reino Unido para gravação de sua nova série ‘Cursed’, compareceu ao desfile da Maison Valentino nesta última semana durante a Paris Fashion Week. Ao lado de celebridades como Lili Reinhart, Liya Kebede e Janelle Monae, que vestiam a marca, todas usaram a cor vermelho, que representava o amor (princípio da nova coleção). Confira as fotos a seguir:

CHEGANDO AO DESFILE

DENTRO DO DESFILE

COM FÃS

VIDEOS

 



Procure por notícias, fotos e vídeos :)
Design e codificação: Gustavo Portela - Todos os direitos reservados Katherine Langford Brasil - Hosted: Host4Fans

eXTReMe Tracker