Acompanhe-nos
03.07
2018
“Beleza faz parte do meu trabalho” – Katherine Langford para a L’Officiel

Fonte: L’Officiel

Nós conhecemos Katherine Langford, a estrela de ’13 Reasons Why’ e ‘Com Amor, Simon’ em Los Angeles, local em que a jovem australiana falou sobre se acostumar com seu recém status de estrela.

Com sua atormentada interpretação de Hannah Baker, uma adolescente levada ao suicídio, Katherine Langford tocou uma geração inteira e foi nomeada por ‘Melhor Atriz’no Globo de Ouro 2018. Nada mal para uma iniciante!

A australiana de 22 anos, dona de uma beleza natural e que se sente confortável em sua pele, é também muito talentosa, com um senso vintage clássico inato e falta de pretensão. Ela também aparenta ser o oposto de seu personagem em ‘Com Amor, Simon’ de Greg Berlanti. A garota foi feita para o showbusiness e evidentemente, sua estrela da sorte já a encontrou.

’13 Reasons Why’ tem sido cada vez mais assunto de conversas na imprensa devido a sua natureza controversa. Também é seu primeiro grande papel, certo?
É muito incrível ter tido a oportunidade de começar com o papel de Hannah. Mas só porque o tema da série era intenso, eu não percebi o escopo imediatamente. Eu estava focada em querer me sair bem, em me preparar para minhas cenas “difíceis”, eu não entendi imediatamente o impacto social que a série iria ter.

E agora, um ano e meio depois, você é uma das queridinhas de Hollywood e possui mais de 8 milhões de seguidores no Instagram. Como você se sente?
Com o Instagram eu não me importo. Eu não quis este trabalho para ficar famosa. Foi a Selena Gomez, produtora de ’13 Reasons Why’, que me convenceu a ser acessível nas redes sociais, para estabelecer uma conexão com os jovens angustiados que se identifiquem com Hannah. Hoje, muitas escolas utiliza nossa série para educar os alunos e seus pais sobre o suicídio. É muito comovente.

Dizem que você aprendeu a tocar piano inspirada por um show da Lady Gaga, é verdade?
Ninguém na minha família está neste ramo. Como eu era capitã do time de natação da escola, se fosse para eu ter uma vocação, seria o esporte. Ou saúde, ou um serviço público. Por outro lado, eu sempre gostei de música, aos 9 anos de idade eu comecei a fazer aulas de canto e foi quando eu vi um show da Lady Gaga aos 16 anos, em Perth, a cidade em que eu cresci, e tive uma revelação! Naquela mesma noite, eu me sentei sozinha no piano.

02.07
2018
Katherine Langford na edição de junho da revista Grazia França

Ela usa um vestido floral da Isabel Manant, botas com saltos, o cabelo castanho até o meio das costas. Ela se parece com uma jovem Liv Tyler: lábios grossos, olhos cor de mar e um sorriso ingênuo. Aqui está Katherine Langford, 22 anos, novata, espontânea e amada em Hollywood, mas não faz muito tempo. No dia anterior, a atriz australiana foi nomeada ao Globo de Ouro na categoria ‘Melhor Atriz’ por seu primeiro papel, o de Hannah Baker, a adolescente suicida e narradora da série ’13 Reasons Why’, ao lado de veteranas como Claire Foy e Elisabeth Moss. Ela não ganhou, mas afirmou que: “Há um ano, eu tinha acabado de filmar a primeira temporada e estava em casa, e foi a Claire Foy quem ganhou. Ser nomeada neste ano, na mesma categoria que ela, parecia surreal. Eu me sinto privilegiada por ter começado no ramo com um papel tão substancial e tão bem recebido pelas mulheres desta indústria.”. Alguns dias antes, ela foi convidada para uma reunião dos fundadores do movimento Time’s Up, Reese Witherspoon, Laura Dern e Lena Dunham. Ela conta com 11 milhões de seguidores no Instagram e milhares de fãs de ’13 Reasons Why’ pelo mundo, a série mais twittada de 2017. A mais controversa também, acusada de glamorizar o suicídio.

“Não imaginávamos a extensão de seu sucesso e sabíamos que falar sobre essas questões provocaria diversas reações. Esta série desperta uma discussão necessária. Eu só incentivo as pessoas a assistirem se elas se sentirem fortes o suficiente”, ela diz enquanto promove seu primeiro filme, ‘Com Amor, Simon’, atualmente. A adaptação bem sucedida do livro bestseller de Becky Albertalli, produzida pelo estúdio e autores da série ‘This Is Us’, que conta a história de um adolescente saindo do armário. Outro projeto com uma mensagem social. Outro filme que se passa no ensino médio. Uma escolha consciente?

“Na verdade não, mas uma das satisfações de ser atriz é poder participar de trabalhos que podem influenciar as pessoas”, continua ela. Em ‘Com Amor, Simon’, ela interpreta Leah, a melhor amiga e secretamente apaixonada, por Simon (Nick Robinson), que tem que administrar seus sentimentos quando descobre a homossexualidade de seu amigo. “O cenário me desafiou e me trouxe de volta emoções que eu poderia ter experienciado (…) ‘Com Amor, Simon’ é, acima de tudo, uma história de amor entre dois garotos. Nunca foi produzida uma história dessas fora do cinema independente.”

Nascida de pais médicos em Perth, Austrália Ocidental, Katherine Langford, que pratica natação, canto clássico e piano, é apaixonada por história e ficção científica. Foi em um show da Lady Gaga, seu ídolo, que ela decidiu se tornar uma artista. Ela começou a fazer aulas de teatro aos 18 anos e conseguiu o papel principal de ’13 Reasons Why’, enquanto Selena Gomez, que produziu a série, ficou impressionada com o teste de Katherine. Na tela, a atriz tem um poder e uma vulnerabilidade que garantem sucesso instantâneo. Katherine Langford se tornou a voz de uma geração que não tem mais medo de se expressar. No filme de fantasia ‘Spontaneous’, que está em pós produção, ela novamente interpreta uma estudante do ensino médio: “São histórias que dialogam comigo e se dirigem a todos! Eu tenho outros projetos em mente, mas isso será diferente”. Bela coincidência, o filme de Lady Gaga, que será lançado em outubro é chamado ‘A Star Is Born’ (Nasce Uma Estrela) e não há dúvidas sobre isto.

Confira os scans da revista a seguir:

02.07
2018
“A sua sexualidade é uma parte importante da sua identidade, mas não te define” – Katherine Langford para a SensaCine

Fonte: SensaCine

Já podem ver nas telonas ‘Com Amor, Simon’, adaptação do livro para jovens adultos de Becky Albertalli. Nick Robinson (Jurassic World) é o protagonista, um adolescente que aparentemente tem tudo: amigos divertidos e fiéis, pais compreensivos e um grande futuro pela frente. No entanto, guarda um segredo em seu interior: é gay, mas não tem coragem de contar a ninguém. Tudo irá mudar quando conhece ‘Blue’ na Internet. O SensaCine teve a oportunidade de falar com o diretor Greg Berlanti e os protagonistas Nick Robinson e Katherine Langford, conhecida por seu papel de Hannah Baker na famosa série ’13 Reasons Why’ da Netflix.

“Acredito que a beleza deste filme é que a visão e a forma em que é escrita refletem o ambiente social atual”, responde Katherine Langford sobre a essência de ‘Com Amor, Simon’, que fala sobre aceitar a si mesmo, mas também sobre a aceitação dos outros. “Quando Simon sai do armário, não se depara com ódio e ignorância. Sim, está presente no filme e segue estando presente no mundo real, infelizmente, mas creio que assume a postura da maioria das pessoas jovens na atualidade, que é o conhecimento e que isso não muda nada. Sua sexualidade é uma parte importante da sua identidade, mas não te define e não precisa se envergonhar dela.”

Confira a entrevista a seguir:

01.07
2018
Katherine Langford está na edição de julho da revista Glamour Espanha

Mesmo que possa parecer prematuro chamar Katherine Langford de estrela, se alguém conjurar um relance de seus últimos anos se dará conta que não. Após o sucesso no mundo todo com a série da Netflix ’13 Reasons Why’, esta atriz australiana de 21 anos da um passo para o cinema com um dos filmes mais esperados do ano, ‘Com Amor, Simon’, e com um papel que, sem dúvida, lembra a Hannah Baker que a trouxe tãos bons momentos. O que ninguém nega é que Katherine tem demonstrado ter muito bom gosto escolhendo roteiros com um determinado conteúdo de atualidade e tratando temas polêmicos como o bullying, a depressão, a descriminação social ou o suicídio. E por isto ‘Com Amor, Simon’ é tão importante, porque ela interpreta Leah Burke, a melhor amiga do protagonista, um adolescente de 16 anos que não tem coragem de revelar sua orientação sexual até que um dia um de seus e-mails chega às mãos erradas e começa a ser chantageado com seu segredo. De tudo isso e de sua eminente carreira como atriz, conversamos com Katherine exclusivamente em Los Angeles.

Por que decidiu participar deste filme?
Eu me lembro que o roteiro me causou várias emoções, uma espécie de tornado que me afetou tanto que precisei aceitá-lo. Sou uma pessoa muito sensível e com ‘Com Amor, Simon’, me dei conta de que é uma versão de uma velha história que se repete. Acabava de terminar meu primeiro trabalho como atriz em ’13 Reasons Why’, e foi nesta época quando eu fiz o teste para o filme e eu tive certeza que eu queria fazer parte de uma história tão bonita.

Você tem apenas 21 anos, mas não tem medo de ficar rotulada com papéis de adolescente?
É verdade que eu só tenho interpretado adolescentes, mas eu reconheço que tenho tido muita sorte, porque, no fundo, são dois papéis muito diferentes.

Me fale sobre seu período de escola, antes de ser a atriz famosa que é atualmente.
É uma fase difícil para todo mundo, independentemente do lugar do mundo. Crescer não é fácil para ninguém. Eu tive sorte e aproveitei muitas experiências, frequentei uma escola para crianças talentosas durante os últimos três anos e tive um grupo de amigos muito liberal, muito solidário. Neste sentido, todos foram muito acolhedores, mas também escutei coisas loucas. Não sou imunes à estas outras experiências que as pessoas podem sofrer na escola.

Seus pais apoiaram a sua dedicação para isto?
Tive uma educação muito normal, já que meus pais não estavam envolvidos nesta indústria e sempre me apoiaram e trabalharam muito duro por mim. Eles sabiam que eu queria aproveitar meus momentos e foi isto que eu fiz. O que eu tenho certeza é que eu ainda tenho muito o que aprender e melhorar e, mesmo que os papéis que eu interpretei até então são parecidos, não tenho que me preocupar com os estereótipos, mas sim tentar participar de projetos que me motivem.

Por que decidiu ser atriz?
Desde pequena eu praticava vários esportes – eu era nadadora em nível internacional até os 14 anos – e eu gostava muito de música e interpretação. Quando encontro algo que realmente amo, algo em que eu me concentro e me foco, posso ser muito intensa. Quando me aceitaram na escola de superdotados e a quantidade de trabalho aumentou, decidi deixar a natação e me concentrar para ser atriz, porque é uma arte que me dá espaço para crescer como pessoa.

Nos seus trabalhos há uma forte carga social. Você sente a responsabilidade de contar histórias assim?
Sou muito jovem e muito sortuda por poder contar histórias que chegam às pessoas que vão além de mero entretenimento. Pessoalmente, meu público são pessoas jovem, quero estar ali para eles porque creio que é importante. Também usar as redes sociais para me aproximar de todos, quero estar a disposição deles e, por isto, usou meu nome e minha voz. Eu amo fazer parte do movimento Time’s Up pela magnitude internacional que há por trás disto e quero que meus seguidores saibam que estou com eles.

Falando sobre as redes sociais… Você está acostumada com elas?
Acho que tudo depende de como elas são utilizadas e, obviamente, de quanto e como você depende delas. As redes sociais tem suas vantagens e desvantagens, como tudo, mas permitem também que você se conecte com as pessoas, com uma comunidade global que as vezes pode ser benéfica e outras não… Pode-se encontrar fora de seu ambiente alguém para se relacionar, mas também a raiva e a inclusão global que gera expectativas pouco realistas. O assédio sem rosto, anônimo, não só estão colocando muitos jovens em cordas bambas, mas também sequer permitem que hajam consequências cara a cara. Senti que era importante fazer parte das redes sociais e criei meu perfil no instagram para todos os que precisam se comunicar ou expressar suas opiniões.

Você anunciou que não estará na terceira temporada de ’13 Reasons Why’. O que pode me contar sobre isto?
Sim, vai ser assim, mas esta série sempre será uma parte especial da minha vida.

Você gosta de investigar a parte psicológica dos seus personagens?
Na verdade, depende de cada projeto. Para a série, como é centrada em temas muitos pessoais, tive que conversar com vários psiquiatras, porque queria contar a história com sinceridade. No caso de ‘Com Amor, Simon’, não tive tempo nem achei que era necessário, mas eu li o livro em que se baseia o filme.

Confira scans da entrevista:

30.06
2018
InStyle: 4 atrizes falam de seus hábitos de saúde mental e a “Pressão de Ser Bonita”

Fonte: InStyle

As trágicas mortes de Kate Spade e Anthony Bourdain serviram como um forte lembrete da importância de cuidar de seus amigos e família – e cuidar da nossa própria saúde mental.

A CDC recentemente reportou um aumento de 25% de suicídios nos EUA nas últimas duas décadas, com o mais dramática pico na maior depressão observada entre os jovens (de 12-20 anos), especialmente entre as jovens mulheres.

É claro que ninguém – independente da riqueza, sucesso ou fama – está imune ao pedágio da doença mental. “Eu acho que em qualquer indústria que você faz parte, há uma pressão para você aparentar ‘bonita’ o tempo todo,” a atriz Yara Shahidi, 18 anos, disse à InStyle no MTV Movie & TV Awards no sábado, quando perguntamos às estrelas no tapete vermelho como elas priorizavam seu bem-estar mental no super exigente mundo do entretenimento.

Katherine Langford, Madelaine Petsch, Tessa Thompton e Shahidi falam sobre suas práticas para manter uma boa saúde mental.

A vida de Katherine Langford mudou com seu papel como uma estudante do ensino médio que tira a própria vida na série da Netflix ’13 Reasons Why’. A série despertou uma discussão natural sobre o suicídio e a depressão e a guinada de carreira repentina da atriz de 22 anos a ensinou a importância de cuidar de si mesma. “Eu acho que todo mundo tem sua forma peculiar para se ajudar a se sentir cuidada e eu acho que varia de pessoa pra pessoa,” ela disse.

Katherine, por outro lado, percebeu o quão útil ela acha que é simplesmente pegar o telefone e ligar o fazer uma vídeo-chamada para as pessoas mais próximas à ela. “Eu aprendi recentemente, tendo atuando e me mudando para vários lugares diferentes, eu tenho viajado por dois anos seguidos. Então uma coisa que eu acho que me ajuda muito que eu talvez não fazia muito antes é fazer vídeo-chamadas com meus amigos, e simplesmente tirar um tempo para conversar quando você está falando com pessoas que fazem você lembrar de casa ou quem você é.”

30.06
2018
Alisha Boe fala da saída de Katherine Langford de ’13 Reasons Why’

Fonte: E! Online

Durante um evento, Alisha Boe (Jéssica em ’13 Reasons Why’), em entrevista ao E! News, falou sobre a saída de Katherine Langford do elenco da série em uma declaração fofa.

“Somos uma família”, disse Boe à E! News. “Inclusive se ela não está na série, estaremos todos em contat. Ela fará parte de nós para sempre. Somos amigas da vida. Será difícil sem Katherine… Eu amo muito ela.”

29.06
2018
FOTOS & VÍDEOS: Katherine Langford no MTV Movie & TV Awards

No dia 16 de junho, em um sábado, ocorreu a premiação da MTV, a famosa MTV Movie & TV Awards. O evento foi apresentado por Tiffany Haddish, mas só foi ao ar no dia 18, na segunda-feira. Katherine estava concorrendo em duas categorias, a primeira juntamente com o elenco de ’13 Reasons Why’ ao prêmio de Melhor Série de TV, e a segunda ao prêmio de Melhor Atriz de Série de TV.

Infelizmente, Katherine não levou nenhum dos prêmios. O prêmio de Melhor Série de TV foi para Stranger Things, enquanto o de Melhor Atriz de Série de TV foi para Millie Bobby Brown.

No entanto, Langford roubou a cena do tapete vermelho ao chegar com um look preto e um laço dark na cabeça, completamente inspirado em sua diva Lady Gaga. Confira fotos e vídeos do evento a seguir:

FOTOS – RED CARPET

FOTOS – PREMIAÇÃO

FOTOS – BASTIDORES

VÍDEOS

29.06
2018
FOTOS: Katherine Langford no Women In Film Crystal + Lucy Awards 2018

No início deste mês, dia 13 de junho, ocorreu o Women In Film Crystal + Lucy Awards 2018 no Chateau Marmont, em Los Angeles, CA. Por 16 anos, a Max Mara colaborou com a Women in Film, uma organização sem fins lucrativos dedicada a ajudar mulheres a alcançar seu maior potencial entre o entretenimento global, comunicações e indústria midiática. Confira fotos de Katherine no evento:

28.06
2018
FOTOS & VÍDEOS: Katherine Langford na celebração da Max Mara para Alexandra Shipp

Max Mara realizou um evento homenageando a atriz Alexandra Shipp, que foi eleita a ‘Face of The Future’ da marca, em parceria com a Women in Film. Katherine compareceu ao evento para prestigiar a amiga Alexandra Shipp, que foi sua colega de elenco em seu primeiro filme nos cinemas, ‘Com Amor, Simon’. Confira as fotos e vídeos a seguir:

FOTOS

VÍDEOS

28.06
2018
FOTOS & VÍDEOS: Katherine Langford no Jimmy Kimmel Live

No início deste mês, Katherine Langford, compareceu ao programa de televisão Jimmy Kimmel Live. Confira fotos e o vídeo da participação de Katherine:

FOTOS

CHEGANDO AOS ESTÚDIOS

CAPTURAS

VÍDEO



Procure por notícias, fotos e vídeos :)
Design e codificação: Gustavo Portela - Todos os direitos reservados Katherine Langford Brasil - Hosted: Fan Village

eXTReMe Tracker