Sejam bem-vindos ao KatherineLangford.com.br, a sua primeira fonte de informações brasileira sobre a atriz Katherine Langford, Fique a vontade para desfrutar de todo o conteúdo postado aqui, siga também o KLBR nas redes sociais e fique ainda mais informado. Agradecemos a visita e esperamos que volte sempre! Este é apenas um site feito de fãs para fãs, sem fins lucrativos.


Recentemente, Katherine Langford, juntamente com o elenco de ’13 Reasons Why’ e de outras séries da Netflix, compareceram a um evento em Roma, Itália. O grande evento anunciou renovações de temporadas e novidades que irão estrear neste ano na Netflix. Durante o evento, o fotógrafo Maki Galimberti capturou uma portrait com vários dos atores presentes no evento, foto esta que foi publicada na edição de abril da revista Vanity Fair Itália. Confira a foto do photoshoot e os scans da revista a seguir:

SCANS

PHOTOSHOOT



Fonte: The Hollywood Reporter

O que é necessário para ser uma estrela em ascensão? Para estes 20 jovens atores e atrizes, pode variar de uma série popular da Netflix (Katherine Langford de 13 Reasons Why e Millie Bobby Brown de Stranger Things) para a atenção de uma premiação (Ashton Sanders de Moonlight) e, algumas vezes, ser encontrado em San Diego e pegar um avião para uma galáxia muito, muito longe (Kelly Marie Tran de Star Wars: The Last Jedi). Aqui, o THR apresenta a Próxima Geração dos melhores talentos que irão para uma tela grande ou pequena próximo à você.

Quando a nativa de Perth, Austrália, debutou seu papel como uma adolescente que sofreu bullying na série ’13 Reasons Why’ da Netflix, ela não tinha nem a certeza de que conseguiria um visto de trabalho a tempo.

“Eles me ligaram literalmente com um aviso de 36 horas dizendo: ‘Você vai sair às 3 horas da manhã no domingo, arrume suas malas!’,” disse Katherine, que atualmente está no norte da Califórnia gravando a segunda temporada do famoso drama juvenil, que irá mostrar sua personagem em mais cenas do que a própria Katherine esperava. Ela também irá estreiar no filme de Greg Berlanti, ‘Love, Simon’, ao lado de Nick Robinson.

Meu pior hábito no set de gravações: “A maioria do meu tempo no set foi em uma série que era muito intensa. Eu dormia muito e eu, geralmente, era muito quieta.”
Audição mais embaraçosa: “Eu conheci alguns produtores e nós começamos a falar sobre musicais e Bob Fosse e eu parei e fiz um pulo do Fosse.”
Eu amaria ter estrelado em… “Um filme de super-heróis, um musical ou um dos Star Wars – eu sou uma grande fã de Star Wars.”

A divulgação da lista das jovens estrelas em ascensão de Hollywood foi divulgada juntamente com um ensaio fotográfico exclusivo realizado por Eric Ray Davidson e um vídeo de Katherine, juntamente com Julia Garner, nos bastidores do photoshoot. Confira a seguir:

FOTOS

VÍDEO



Fonte: The Wrap

A parte mais difícil de interpretar Hannah Baker na primeira temporada de ’13 Reasons Why’ não foi o material pesado ou quão longe ela teve que ir para o papel de uma estudante suicida, de acordo com a estrela do show, Katherine Langford.

A jovem atriz destacou sua última cena – a da banheira – para Hannah no episódio 13, como sendo uma das coisas mais difíceis que ela teve que fazer no set de filmagens, mas “não pelos motivos que você provavelmente acredita que é,” ela disse ao TheWrap.

A Netflix recebeu críticas consideráveis pela cena, que alguns pais, educadores e profissionais da saúde sentiram como se sua morte por suicídio tivesse sido glorificada.

O serviço de transmissão adicionou um aviso de gatilho extra no início do episódio em resposta às críticas. A cena é difícil de assistir por muitos motivos – especificamente tem a ver com a natureza gráfica do suicídio de Hannah – mas para a atriz em si, foi uma experiência diferente.

“Naquele ponto, eu estava interpretando Hannah por seis meses e eu tinha que deixá-la ir,” disse Katherine, uma australiana que se mudou para Los Angeles para gravar a série de 13 episódios em seu primeiro grande papel em Hollywood.

Ela disse que ficou doente uma noite antes de gravarem a cena da banheira, então ela não apenas ficou triste em interpretar Hannah pela última vez, mas ela também estava gripada.

“Eu estava doente e eu tive que deixá-la ir e eu estava chorando no meu trailer, porque eu estava tipo ‘Eu não quero deixá-la ir,’ disse Katherine.

Mas houveram muitos momentos felizes para Katherine no set de filmagens também. Por exemplo, a australiana pôde ter a experiência de frequentar o ensino médio americano pela primeira vez. Especificamente, ela pôde aprender as regras de alguns jogos americanos.

Em uma cena, Hannah e Clay (Dylan Minnette) foram a um jogo de basquete e torceram para o time da casa. Torcer na Austrália, de acordo com Katherine, requer muito mais animação e entusiasmo.

“(O diretor Tom McCarthy) falou ‘Corta, é apenas “Vai, Tigers,” e eu fiquei tipo ‘Ok.’. Fiquei com um pouco de vergonha.”

Confira o vídeo legendado dos bastidores:



A página oficial do filme ‘The Misguided’ publicou recentemente uma nova still de Katherine Langford na produção australiana. O filme está previsto para ser lançado este ano e Katherine interpreta o papel de Vesna. Confira a still clicando na miniatura a seguir:



Foi divulgada recentemente uma nova foto de Katherine Langford em photoshoot realizado pelo fotógrafo Daniel Wilkins. Para conferir a foto em UHQ, clique na miniatura a seguir:



O fotógrafo Mel Melcon divulgou em seu twitter fotos do photoshoot realizado com Katherine Langford para o ‘Los Angeles Times’. Confira as fotos clicando nas miniaturas a seguir:



O fotógrafo Drew Herrmann nos enviou, com exclusividade, fotos do photoshoot realizado com Katherine Langford nos bastidores de ’13 Reasons Why’. Confira as imagens clicando nas miniaturas a seguir:



Katherine Langford e Dylan Minnette estão na capa da edição de maio da revista ‘Entertainment Weekly’. A periódica americana trouxe um photoshoot exclusivo que fez a alegria dos shippers de #Clannah. Você pode conferir as fotos do ensaio fotográfico clicando nas miniaturas a seguir:

Foi divulgado também, pela EW, um vídeo dos dois nos bastidores do photoshoot, bem como sendo entrevistados. Confira o vídeo legendado pelo Portal Dylan Minnette a seguir:

Veja também uma foto de Katherine e Dylan nos bastidores do photoshoot, clicando na miniatura:

Traduzimos também alguns trechos da matéria publicada pela revista, inclusive da entrevista feita com Katherine:

Adaptado pelo ganhador do ‘Pulitzer Prize’, o dramaturgo Brian Yorkey (Next to Normal) e com um time de produtores executivos que inclui Selena Gomez e o diretor de ‘Spotlight’, Tom McCarthy, ’13 Reasons’ retrata um ano na vida de uma estudante do ensino médio que suicida após deixar 13 fitas explicando sua decisão. No seriado, cada fita traduz um episódio individual em que Hannah discute o impacto de uma pessoa em particular em sua vida. Enquanto o garoto em que Hannah possui um interesse amoroso, Clay, ouve as fitas, um crescente e assombroso bullying, estupro, e, eventualmente, suicídio é desenrolado.
Por mais quente que o seriado seja entre os jovens (e não tão jovens) telespectadores, a forma que o programa confronta esses problemas é, da mesma forma, discutido. Ele glamoriza o suicídio? Seria muito gráfico? Ou deveria ser celebrado por sua disposição em comover o público com o objetivo de uma conversa honesta? A série não está apenas dominando o Twitter – ela se tornou objetivo de conversa em toda a nação. Então por que nós não conseguimos parar de falar sobre esta série? Por tantos motivos…

A HANNAH BAKER DE KATHERINE LANGFORD VAI PARTIR O SEU CORAÇÃO

Enquanto a personagem central e narradora, Katherine Langford, 21 anos de idade, recebeu a missão de dar vida à Hannah e, talvez mais assustadoramente, contar a história de sua morte. “Hannah foi a mais difícil (de encontrar a atriz),” disse Yorkey. “Nós imaginamos Hannah como uma garota com uma força tremenda de vida que, pouco a pouco, foi sendo exterminada. Ir à esta jornada com ela e ver esta forte vida ser exterminada, nós tínhamos que ver isto em primeiro lugar, e nós encontramos no último lugar que procuramos.”
Este lugar foi Perth, Austrália, onde Katherine cresceu não exatamente considerando atuar como um objetivo de vida a longo prazo. “Ambos os meus pais são médicos, e mesmo eles tendo me apoiado muito, continua sendo difícil porque você cresce acreditando que tem um caminho em particular que você tem que seguir,” ela diz. Não foi até Katherine comparecer a um show da Lady Gaga, quando tinha 16 anos, que ela decidiu explorar o teatro musical, o que levou-a a se inscrever à escola de teatro. E quando ela não conseguiu entrar, ela assumiu três empregos – garçonete, ir à eventos e vestir-se de coelhinho da páscoa – para que ela pudesse fazer audições para alguns papéis enquanto os pais dela tinham a impressão que ela estava na faculdade. Demorou um ano para que Katherine conseguisse um empresário, e ’13 Reasons Why’ não ficava muito atrás. (O verdadeiro sinal de que ela ela realmente conseguiu? Lady Gaga recentemente retuitou uma de suas entrevistas.)

(…)

A HISTÓRIA DE AMOR É IMPERFEITA E PERFEITAMENTE REAL

Um dos pontos mais brilhantes de ’13 Reasons Why’ é o desenvolvimento do relacionamento de Hannah e Clay e a dificuldade de ambos de comunicar seus sentimentos um pelo outro. “Grande parte da jornada deles é que eles são perfeitos um para o outro, mas continuam se desencontrando,” disse Katherine. Os atores se conheceram após ambos terem sido escolhidos e foram imediatamente colocados para interpretar o início e o fim da vida de seus personagens juntos, que começa no trabalho em um cinema local. “Nosso primeiro dia de gravações no ‘Crestmont’, você vê o último dia que ele a viu, que é quando ela entrega seu uniforme na bancada e sai andando,” Dylan disse. “Nós filmamos isso no mesmo dia que filmamos ela me treinando. Foi tão interessante gravar nossa primeira e última interações verdadeiras no mesmo dia. Nós não tínhamos ideia do que nos esperava.”

(…)

LEVA O ADOLESCENTE A SÉRIO

A maioria da população aparentemente fala que odeia o ensino médio, mas Hollywood tem a tendência de amar – pelo menos como um cenário. “Estudantes são absolutamente hilários, trágicos, interessantes e cheios de vida e emoção,” disse Yorkey. “Eles são uma mistura de pensamentos e sentimentos tentando coalescer em um adulto.”
Mas não há muitos adolescentes que acham suas experiências próprias refletidas nos mistérios sombrios de ‘Riverdale’ ou no mundo sobrenatural de ‘Teen Wolf’. Ao invés disto, ’13 Reasons Why’ apresenta uma fotografia altamente autêntica, enquanto o diálogo da realidade ou a forma em que o cyberbullying realmente é para a maioria dos adolescentes hoje em dia. “Ser uma pessoa jovem e não tão distante do ensino médio, eu acho que isso é importante para que as pessoas possam visualizar representações destes problemas e personagens que possam se identificar,” Katherine disse.

DIRETORAS MULHERES DIRIGIRAM ALGUNS DOS EPISÓDIOS MAIS SENSÍVEIS.

Enquanto a temporada 1 progride, a história fica mais sombria. O episódio 12 – dirigido por Jessica Yu (American Crime) – contém o estupro de Hannah. Os produtores fizeram uma escolha consciente de ter uma mulher dirigindo o episódio. “Um fator importante da série gira em torno de Hannah ser vista pelos olhos masculinos,” Yorkey disse. “Era muito importante para nós que Hannah fosse guiada por uma mulher (no episódio).”
Katherine também aplaudiu Yu pela sua abordagem frente o conteúdo desafiador. “Eu lembro dela falando sobre como nós iríamos gravá-lo e como os diferentes ângulos fariam parecer mais sexual, que é outro problema: muitos pornôs são baseados em uma fantasia de estupro. E para ela, gravar aquilo era não parecer como sexo e sim como uma ação física,” disse Katherine.

SCANS DA REVISTA



Layout criado e desenvolvido por Lannie.D - Hosted by flaunt
Alguns direitos reservados