Sejam bem-vindos ao KatherineLangford.com.br, a sua primeira fonte de informações brasileira sobre a atriz Katherine Langford, Fique a vontade para desfrutar de todo o conteúdo postado aqui, siga também o KLBR nas redes sociais e fique ainda mais informado. Agradecemos a visita e esperamos que volte sempre! Este é apenas um site feito de fãs para fãs, sem fins lucrativos.


Fonte: Polygon

Na linha de ‘Game of Thrones’, a Netflix liderou as indicações de novas fantasias televisivas épicas, com séries como ‘The Witcher’, ‘The Dark Crystal’ e ‘The Letter for the King’ dentre suas produções originais. A próxima da fila é ‘Cursed’, uma reimaginação da lenda Arthuriana baseada em um livro do escritor Tom Wheeler e do escritor e ilustrador Frank Miller. O novo foco desta antiga lenda é Nimue, a ‘Senhora do Lago’, que no conto original presenteia o Rei Arthur com a espada mágica, a Excalibur. Em ‘Cursed’, é ela quem é destinada a empunhar a espada.

Durante uma visita no set britânico de ‘Cursed’, Katherine Langford admitiu que seu conhecimento sobre o mito Arthuriano era limitado, com algumas exceções. “Eu definitivamente assistia (a série da BBC de 2008) Merlin quando eu era mais nova e cresci aqui, então este era o meu único ponto de entendimento real das lendas do Rei Arthur,” ela disse durante um tempo livre entre as filmagens. Mas este relativo desconhecimento e a demanda física de uma reinvenção de uma história de 1000 anos de idade, foram os motivos que fizeram com que a atriz quisesse entrar de cabeça. “Essa é a primeira audição de fantasia que eu consegui então eu estava muito empolgada. Também é o primeiro papel que eu já tive que exigiu um componente físico. Há lutas de espada, passeios a cavalo, correr entre as coisas que estão pegando fogo – tem sido um tipo de processo bem diferente.”

Para Katherine, a diferença significante de ‘Cursed’ foi em centralizar a mulher que geralmente é esquecida, até mesmo em atualizações modernas do mito Arthuriano. A atriz viu o valor ao ver este tipo de interpretação: “Eu já ouvi falar da ‘Senhora do Lago’ e eu já vi desenhos incríveis dela, mas não havia muita informação por aí sobre ela – nós sabemos a jornada do herói, mas nós não sabemos direito sobre a história da heroína. E eu acho que o que faz aplicável atualmente é que você vai ver os desafios que ela especificamente enfrenta.”

Assim como esta subversão do conto clássico, a série tenta se diferenciar por si só através do design de produção. Katherine elogiou Marianne Agertoft, a chefe de figurino de ‘Cursed’, por “criar as peças de figurino mais incríveis,” e Erika Okvist, que deu uma identidade à série através do cabelo, maquiagem e próteses. “Elas realmente estão fazendo disto um mundo que parece ser único e sobrenatural.”

As grandes funcionalidades do figurino foi importante para o uso prático e também para alcançar a visão da Nimue. “Na Idade Média haviam tantas coisas que evitavam que as mulheres se tornassem heroínas,” Katherine disse. “Algo tão básico quando às roupas delas, a base do que você usa todos os dias. A Nimue vai mudando seu visual conforme nós avançamos na série, por causa do estilo, mas também pela funcionalidade, porque quando eu tentei subir em um cavalo pela primeira vez no início da temporada, eu estava usando um vestido e quando eu fui subir na sela, eu fisicamente não conseguia subir.”

Sem mencionar o apelo estético também: “Ela começa em o que eu gosto de chamar de um saco de batata glamuroso. Ela começa como uma monja medieval, então ela parecia um saco gigante que coçava o dia inteiro. E então ela passou por uma transformação… Coisas medievais padrões, mas legais.”

Katherine leva um tempo antes de elaborar, “Ela tem umas calças de couro que são muito legais. Talvez eu as roube.”

Layout criado e desenvolvido por Lannie.D - Hosted by flaunt
Alguns direitos reservados