Sejam bem-vindos ao KatherineLangford.com.br, a sua primeira fonte de informações brasileira sobre a atriz Katherine Langford, Fique a vontade para desfrutar de todo o conteúdo postado aqui, siga também o KLBR nas redes sociais e fique ainda mais informado. Agradecemos a visita e esperamos que volte sempre! Este é apenas um site feito de fãs para fãs, sem fins lucrativos.

Fonte: Fashion Magazine

Katherine Langford tem um novo trabalho e enquanto nós não podemos agarrá-la em outro ‘Globo de Ouro’, ele acrescenta o nome dela a uma lista impressionante e elogiada de embaixadores globais, tais como Viola Davis, Céline Dion, Eva Longoria e Helen Mirren.

Hoje, a gigante L’Oréal Paris nomeou a atriz de 24 anos de idade como o novo rosto da marca. A australiana nascida em Perth, é famosa por interpretar Hannah Baker em 2017 na série da Netflix ’13 Reasons Why’, bem como por estrelar no drama adolescende de 2018, ‘Com Amor, Simon’. E mais, Katherine interpreta a protagonista na nova série da Netflix, Cursed (que estreará em Julho), uma adaptação do ilustre romance do artista de quadrinhos legendário, Frank Miller, e do escritor Tom Wheeler.

Celebrando a nova parceria dela com a L’Oréal Paris, nós conversamos com Katherine sobre o anúncio global de beleza e sobre a carreira dela.

Sobre o look diário dela de beleza:
“Quando eu estou trabalhando, eu uso maquiagem durante 16 horas do dia e eu me arrumo completamente para eventos de imprensa. Então, quando eu não estou trabalhando, meu look de todos os dias é um “sem maquiagem” e eu realmente gosto de cuidar da minha pele. Eu sempre uso um bom protetor solar e hidratante. Quando eu saio, eu definitivamente retoco a sobrancelha e talvez um rímel.”

Sobre a equipe de glamour dela para tapetes vermelhos:
“Eu me sinto muito sortuda por ter a oportunidade de trabalhar com algumas das melhores pessoas que tem por aí. A minha equipe é incrível e eu já usei looks incríveis. Eles são verdadeiros gênios. Começa com a minha estilista Molly Dickson e eu trabalho bastante com o cabeleireiro Christian Wood. Ele e eu temos uma combinação de amor com obsessão com a antiga Hollywood, então nós tiramos muita inspiração daí. Foi ele que surgiu com o meu look do Globo de Ouro de 2018, que é um dos meus looks favoritos até hoje.”

Sobre suas maiores inspirações em Hollywood:
“Quando eu comecei a correr atrás da atuação, parte da dificuldade foi não ter crescido na indústria e achar que Hollywood e filmes estavam tão distantes de onde eu morava, em Perth. Eu me inspirava em atrizes australianas como Cate Blanchett, Rose Byrne, Nicole Kidman e Margot Robbie. E no ano passado, eu trabalhei com a Toni Collette em ‘Entre Facas e Segredos’, e eu me senti muito sortuda porque, quanto mais pessoas eu conheço, mais constantemente inspirada eu fico com as histórias das outras pessoas, além do talento e trabalho delas. Kate Winslet também é uma grande inspiração para mim, porque nem sempre eu me senti que eu me encaixaria no molde de Hollywood, mas as pessoas diziam que eu parecia a Kate, o que, de várias formas, me validava como uma jovem atriz. Há muito crédito no impacto que ela teve em outras mulheres, mas também é devido a quão respeitada ela é na indústria e o calibre do talento e do trabalho dela.”

Sobre o impacto de seus trabalhos do passado:
“Estar em ’13 Reasons Why’ e depois em ‘Com Amor, Simon’, ambos os projetos significou muito para mim porque as pessoas diziam que salvou a vida delas. E em termos de retorno, não há muito o que comparar a isto saber que o que você está fazendo está causando impacto.
Há uma história específica que eu lembro do início de ’13 Reasons Why’, em que eu conheci esta garota e ela disse que as pessoas estavam fazendo bullying com ela. Mas quando a série estreou, porque nós somos tão parecidas, as pessoas começaram a dizer que ela era linda. E que assim, isto a fez se sentir bonita e confiante. Isto realmente me marcou porque realmente demonstra o quão importante é a representação, mesmo que seja de uma forma super pequena, tipo ver alguém que parece com você. E ouvir coisas positivas sobre esta pessoa, isto pode mudar a visão que você tem de si mesma e isto é realmente poderoso.
’13 Reasons Why’ foi o meu primeiro papel, meu primeiro trabalho de verdade, e a Hannah Baker foi um papel tão especial de ter tido a oportunidade de interpretar, porque ela representa a história de tantas pessoas. É um personagem que eu sempre vou ter comigo e uma experiência que eu sempre vou ser grata.”

Sobre a nova série da Netflix dela, ‘Cursed’:
“Me enviaram o manuscrito do livro do Tom Wheeler e do Frank Miller e, depois que eu li, eu sabia que isto era algo que eu precisava fazer parte! Estas histórias, especialmente neste gênero específico, raramente explora histórias de mulheres, muito menos as posiciona no epicentro destes contos legendários. Eu sabia que nós tínhamos a oportunidade de contar a história de uma verdadeira heroína e honrar todas as capacidades e dificuldades dela – e estes papéis são difíceis de surgir. Nós estamos vivendo em uma época tão surreal e é importante nos manter focados nos problemas antemão, mas eu espero que a série pode ser uma forma de entretenimento e traga algum tipo de escape e alívio para a realidade que nós atualmente enfrentamos. Nós também abordamos assuntos de opressão e destruição do mundo natural durante a série, então eu acho que vai ser interessante comparar a série ao que está acontecendo atualmente.”

Sobre as palavras que a inspiram:
“Na vida, eu adotei o lema de um amigo, que é ‘Faça o que te faz sentir livre.’ É algo que eu tenho utilizado muito.”

Layout criado e desenvolvido por Lannie.D - Hosted by flaunt
Alguns direitos reservados