Acompanhe-nos
16.07
2019
Netflix remove a cena controversa de suicídio de ’13 Reasons Why’

Fonte: The Guardian

A Netflix removeu uma cena controversa de suicídio do drama adolescente, ’13 Reasons Why’, mais de dois anos após sua estreia.

Em um depoimento, o serviço de transmissão disse que a sequência de três minutos da primeira temporada da série, que mostra a protagonista tirando a própria vida, foi reeditada devido a aconselhamentos de peritos médicos.

“Nós ouvimos de muitos jovens que ’13 Reasons Why’ os encorajou a iniciar discussões sobre assuntos difíceis como depressão e suicídio e a procurar ajuda – geralmente pela primeira vez,” disse a Netflix.

“Enquanto nós nos preparávamos para lançar a terceira temporada no fim deste verão, nós fomos cientificados acerca do debate que gira em torno da série. Então, após conselhos de peritos médicos, incluindo Dr. Christine Moutier, médica-chefe da ‘American Foundation for Suicide Preservation’, nós decidimos, juntamente com o criador Brian Yorkey, e os produtores, editar a cena em que Hannah tira sua própria vida.”

Adaptada do romance jovem adulto de mesmo nome, ’13 Reasons Why’ gira em torno do suicídio da estudante do ensino médio Hannah Baker e o efeito que sua morte causa em seus colegas de classe.

A cena reeditada, que anteriormente retratava o suicídio de Hannah com detalhes gráficos, atualmente corta diretamente de uma cena de sua personagem olhando para si mesma no espelho para seus pais reagindo à sua morte.

Em uma declaração, os sanitaristas parabenizaram a decisão da Netflix em remover a cena e disse que a caridade tem trabalhado com a plataforma para promover aconselhamento em como retratar o suicídio de forma segura.

“Enquanto demonstrar tópicos difíceis em dramas podem ajudar a conscientização e encorajar as pessoas à procurarem ajuda, é importante que seja feito de uma forma responsável, devido aos riscos evidenciados ao abordar este assunto na mídia,” Lorna Fraser, do serviço de aconselhamento de mídia da caridade, disse. “Diretores de programas devem sempre procurar aconselhamento de especialistas em como retratar o suicídio, para se certificar de que o risco aos espectadores vulneráveis sejam minimizados.” 

A Netflix foi criticada por grupos de saúde mental pela natureza “sensacionalista” da cena desde o lançamento da série em abril de 2017, com um porta-voz da ‘Royal College of Psychiatrists’ dizendo que as abordagens dramáticas do suicídio “colocam jovens desnecessariamente em uma posição vulnerável de risco de comportamento de repetição.”

Uma matéria lançada no início deste ano pelo ‘Journal of the American Academy of Child and Adolescent Psychiatry’, por outro lado, divulgou que o suicídio entre os adolescentes cresceu 28.9% no mês seguinte ao lançamento da primeira temporada. Apesar de a matéria não ter citado causa direta entre a cena e o aumento, seu coautor disse à imprensa para ser “construtivo e consciente” acerca da influência sobre pessoas vulneráveis.

No meio das controvérsias, a Netflix acrescentou avisos para os espectadores sobre os conteúdos gráficos, bem como criou um site que oferece apoio para às pessoa que se sentirem afetadas pela série.

A decisão de reeditar a cena ofensiva segue a remoção de uma cena em seu drama distópico. Bird Box, que trazia filmagens de um acidente na vida real.

Apesar da controvérsia em volta de ’13 Reasons Why’, o drama se tornou popular dentre os espectadores da Netflix, os quais tiveram seis milhões de espectadores assistindo o primeiro episódio da segunda temporada após três dias de seu lançamento, de acordo com a estimativa independente feita por Nelsen. Uma terceira temporada será lançada ainda este ano.

Deixe seu comentário



Procure por notícias, fotos e vídeos :)
Design e codificação: Gustavo Portela - Todos os direitos reservados Katherine Langford Brasil - Hosted: Host4Fans

eXTReMe Tracker