Acompanhe-nos
02.06
2018
Katherine Langford é capa da edição de junho da revista L’Officiel Paris

Com sua interpretação atormentada da personalidade de Hannah Baker, uma adolescente levada ao suicídio, Katherine Langford tocou toda uma geração e foi nomeada aos Globo de Ouro. Nada mal para uma iniciante! Cá para nós, uma incrível mulher australiana de 22 anos, que é boa em sua pele, possui um talento incrível e um senso de classe inato, um pouco de retrô, e uma pretensiosa presunção de uma das mais sexy’s. Inicialmente, no entanto, esta garota filha de médicos que vocês irão conhecer no dia 27 de junho, com o incrível filme ‘Com Amor, Simon’, de Greg Berlanti, um ótimo filme sobre adolescentes gays.

A série ’13 Reasons Why’ que atraiu a atenção com seu polêmico aspecto, também é seu primeiro papel importante!
É muito incrível ter tido a oportunidade de começar com o papel de Hannah. Mas justamente pelo tema da série ser tão intenso, eu não percebi imediatamente a proporção. Eu estava me concentrando em querer me sair bem, para preparar a mim mesma para minhas cenas “difíceis”, eu não entendi imediatamente o impacto social que a série iria ter.

Um ano e meio depois, você é uma das maiores estrelas de Hollywood, seguida por mais de 8 milhões de pessoas no Instagram…
Não me importava muito com o Instagram. Eu não queria o trabalho para ficar famosa. Foi a Selena Gomez, produtora de ’13 Reasons Why’ que me convencou a ser acessível através das redes sociais, com o objetivo de estabelecer uma conexão com jovens angustiados e que se identifiquem com a Hannah. Ela fez bem. Atualmente, muitas escolas usam a nossa série para educar seus alunos e os pais sobre o suicídio. É muito comovente.

Parece que um show da Lady Gaga foi um gatilho para a sua vocação, certo?
Ninguém da minha família trabalha nesta área. Como eu era capitã do time de natação da escola, se eu tivesse uma vocação, deveria ter sido o esporte. Ou saúde, ou um serviço público. Por outro lado, eu sempre gostei de música, quando eu tinha 9 anos eu comecei a fazer aulas de canto, foi quando eu vi a Lady Gaga em um show, aos 16 anos, em Perth, a cidade que eu cresci. Eu tive uma revelação! Na mesma noite, eu me sentei sozinha no piano.

Você falou imediatamente com seus pais sobre seu desejo de tocar instrumentos?
Eu escondi deles até eu fazer 19 anos! Assim que eu soube que eu queria ser atriz, eu fiz muitos trabalhos em segredo para pagar minhas aulas de comédia, devorei as peças, mas eu fui reprovada várias vezes ao tentar entrar em uma escola de teatro. Eu perdi duas oportunidades de testes, em Londres e em Los Angeles, todo o meu dinheiro tinha acabado… E aí meu agente me contou sobre ’13 Reasons Why’, um romance de Jay Asher. Eu imediatamente corri para filmar minha audição e enviá-la!

O sucesso de ’13 Reasons Why’ transformou a sua vida?
Eu ainda sou a mesma, uma garota que ainda tem muito o que aprender. O sucesso você vê pelos olhos dos outros. Mas eu estou vivendo um conto de fadas, como quando eu descobrir que foi nomeada aos Globo de Ouro como melhor atriz em uma série dramática, juntamente com Claire Foy, de The Crown, minha ídola. Tudo isso em um vestido que a Prada fez para mim sob medida, um vestido preto, já que aquela noite toda fazia parte do movimento ‘Time’s Up’. Foi incrível!

Você faz parte do movimento Time’s Up?
Sim. Eu fui convidada para o Time’s Up, assim como todas as atrizes que receberam uma indicação, em uma reunião do grupo, em que eu me vi em uma sala com todas as minhas heroínas, Natalie Portman, Michelle Williams e Reese Whiterspoon. Eu estava tão emocionada que eu comecei a chorar!

Você está morando em Los Angeles neste momento?
No momento estou morando em minha mala! (Risos) Mesmo que passar tempo em Los Angeles não me faça mal.

Quais são seus adereços de compras ou beleza favoritos?
(Ela pensa) É bobo, mas eu hesito em dar nomes de lugares que eu amo. Esta é uma das desvantagens do reconhecimento.

Para você, o que é beleza?
As pessoas bonitas “por dentro” são as mais atraentes e sedutoras. Uma pessoa honesta, mesmo soando clichê, é bela. Eu não sou aquele tipo de pessoa que recua frente a diversão, mas sem alma, não há, definitivamente, beleza. Quanto ao bem estar, ao meu ver, é, acima de tudo, uma questão de estado da mente.

Você se tornou um ícone da beleza, você é, ao mesmo tempo, sonhadora, e aparenta acessível.
Eu só posso agradecer aos meus pais. (Risos) E também ao meu maquiador, Stephen Sollitto, e meu cabeleireiro, Christian Wood. São eles que me preparam para cada evento ou promoção, são eles que me embelezam.

Você ainda nada?
Dos meus tempos de natação, eu guardo um grande senso de disciplina. Meu segredo verdadeiro de beleza, se eu tiver que dar um, é o descanso. Dormir, ou mesmo desconectar de tudo. Quando eu gravei ’13 Reasons Why’, eu precisava de calma, por exemplo.

Você estava falando sobre o seu vestido do Globo de Ouro… Quais são seus estilistas favoritos?
Além da Prada, eu sou muito fã do que a Sarah Burton faz para a Alexander McQueen, ou o trabalho do Riccardo Tisci, que agora está na Burberry. Eu também estou começando a amar a Gucci cada vez mais! E é claro que tem a Chanel e a Dior. E a Givenchy, que eu adoro!

Você realmente entende disto!
(Risos) Eu devo isto à minha fabulosa estilista, Molly Dickson, que tem gostos incríveis e conhece muito bem minha família. Ela me introduziu à moda, onde eu tenho meus amigos atualmente, o que é incrível! Eu tenho um enorme respeito pela moda, eu até acho este universo subestimado. Fotografar para a capa de uma revista tão mítica quando a de vocês é incrível. Perguntar, transformar, brincar com as roupas, eu amo fazer isso.

Nós iremos vê-la em breve no cinema em ‘Com Amor, Simon’, do Greg Berlandi.
Seguir em frente depois de ’13 Reasons Why’ foi desafiador, mas o roteiro de ‘Com Amor, Simon’, baseado no romance de Becky Albertalli, me pegou totalmente de surpresa e me encantou. É a história de um adolescente que tem um segredo: ninguém sabe que ele é gay e ele ignora a identidade do seu crush, com quem ele se comunica na internet… Esta é a primeira vez que um grande estúdio, a Fox, apoia uma história homossexual com adolescentes e nós estamos em 2018! Eu interpreto a Leah, a melhor amiga, uma personagem que também quebra diversos estereótipos. Eu conheci pessoas que me disseram que este filme mudou a vida delas. Eu me orgulho muito por poder fazer parte de projetos que advogam em prol da empatia.

Quais são seus outros projetos de filme?
Ficção científica, um dos meus gêneros favoritos. Eu estive filmando com o Brian Duffield, de ‘Spontaneous’, onde estudantes do ensino médio estão experienciando uma epidemia de combustão espontânea!

Vai haver uma 3ª temporada de ’13 Reasons Why’?
Eu não posso dizer nada! Já é muito lisonjeador poder ter gravado a segunda temporada…

E o seu primeiro amor: a música?
Estou trabalhando nisto! Como em tudo que eu faço, tem que ser baseado no mérito. Se eu estou muito feliz com o que eu estou fazendo e as pessoas gostam então sim, eu, definitivamente, irei fazer um álbum!

Confira os scans em nossa galeria:

Deixe seu comentário



Procure por notícias, fotos e vídeos :)
Design e codificação: Gustavo Portela - Todos os direitos reservados Katherine Langford Brasil - Hosted: Fan Village

eXTReMe Tracker